Home » Categorias: Blog, Noticias - Cerâmica Contemporânea de S.Martinho do Porto na “Gazeta das Caldas”

Cerâmica Contemporânea de S.Martinho do Porto na “Gazeta das Caldas”


access_time 16,Junho,2012


A 9ª Edição da Mostra de Cerâmica Contemporânea de S.Martinho do Porto esteve em risco porque este ano a Câmara de Alcobaça deixou de apoiar a iniciativa, ficando a organização sem a grande tenda que normalmente acolhe os autores contemporâneos que há nove anos se reúnem nesta localidade,
atraindo gente de todo o país.

“Decidimos reunir uma comissão e estamos determinados em realizar o evento na mesma, apesar da falta de apoios”, disse Ana Sobral, que é uma das pessoas que integra esta comissão, dividindo responsabilidades com Miguel Neto, Ana Lousada, Carlos Neto e Jorge Melo. A missão é levar avante esta realização, “mas agora em novos moldes”, acrescentou a ceramista.

A 9ª edição vai então realizar-se a 14 e 15 de Julho, entre as 10h00 e as 22h00, e irá contar com apoio da Junta de Freguesia de S. Martinho do Porto e da Casa da Cultura José Bento da Silva.

“Iremos apresentar as nossas peças ao ar livre, na praça Eng. Frederico Ulrich (antigo Largo do Turismo) onde antes se montava a grande tenda”, explicou a mesma responsável. O equipamento da exposição, a montagem e desmontagem será da responsabilidade de cada ceramista participante e tudo terá que ser desmontado ao fim de cada dia do certame. Ana Sobral disse ainda que há várias eventos congéneres em Espanha e em França que se realizam neste formato ao ar livre.

Por isso, a solução encontrada “não irá fazer baixar a qualidade dos trabalhos ou da própria iniciativa”. Apesar da decisão ter sido tomada um pouco em cima da hora, a comissão da organização do certame, crê que possa contar com a participação de pelo menos 10 autores.  Ana Sobral salientou ainda que Feira de Cerâmica Contemporânea de S. Martinho vai contar com o apoio do Cencal.

“Gostaríamos de poder ter formandos a trabalhar na roda ao vivo, convidando as pessoas a experimentar, sobretudo os mais jovens”, disse a organizadora. Além do trabalho ao vivo, está prevista uma sessão de raku, também na praça central onde termina a Avenida Marginal.

Ao longo dos anos esta iniciativa contou sempre com a presença de 16 ceramistas que vinham de todo o país para fazer parte do evento.

Nesta realização já participaram ceramistas internacionais e premiados, tendo este certame tornado num elemento de atracção de muitos amantes desta sector que não queriam perder o que de melhor se faz na cerâmica contemporânea em Portugal.

Natacha Narciso  – Gazeta das Caldas



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *